sexta-feira, 10 de julho de 2015

NIKOLA TESLA, inventor do motor elétrico

Nikola Tesla, nasceu à meia noite do dia 10 de julho de 1856, na atual Croácia (que era então, parte do Império Austro-Húngaro) e faleceu a 7 de janeiro em Nova Iorque.



De etnia sérvia, foi uma pessoa muito avançada para o seu tempo.
Desde pequeno foi incompreendido na escola, sendo acusado de responder sem pensar aos problemas matemáticos mais complexos. 
Aos 25 anos já trabalhava num novo sistema de energia eléctrica, que revolucionaria o mundo, a corrente alterna. Vai aos Estados Unidos procurar patrocinador e é aí que encontra Thomas Edison com quem trabalha pouco tempo. Num ano, e já a trabalhar sozinho, concedem-lhe 30 patentes, entre elas um circuito em que se baseia o rádio. 


Se não fosse a contribuição de Tesla, não teria havido a revolução tecnológica, a revolução que libertou o homem da escravidão. A sua grande descoberta foi o motor de indução de corrente alterna, ou seja, o motor eléctrico, que nos permite hoje em dia pôr a funcionar milhões de aparelhos que tornaram a vida muito mais fácil. Há, inclusivamente, uma medida, que é a unidade de indução magnética que tem o nome de Tesla.

Nikola Tesla a tirar apontamentos durante uma das suas experiências com electricidade


Também é verdade que foi, por alguns, acusado de ser um cientista maldito. Nos últimos anos da sua vida, Tesla esteve a desenvolver uma série de tecnologias que hoje, oficialmente não foram descobertas, tecnologias que permitiriam por exemplo, transmitir quantidades inimagináveis de energia a qualquer lugar do planeta, à distância, sem fios, sem nada. E a isso também se acrescente que por trás das suas investigações estava o desenvolvimento de armas totalmente revolucionárias ou uma tecnologia que podia ser usada como arma.
Acrescente-se também que foi, como atrás foi referido, o inventor do rádio e que se atribui a ele a criação de um sistema de telecomunicação muito parecido ao que hoje é a internet.
Podemos dizer que foi o pai da internet? Pai da internet como a conhecemos hoje, não. Mas foi um visionário. Teve a visão de um conceito que revolucionou, a partir desse momento, a técnica.
Relativamente a Edison houve algum conflito porque Tesla conseguia criar um sistema de lâmpadas eléctricas que era capaz de, com menos consumo de energia que do sistema de Edison, aumentar 20 vezes a capacidade de luz.
Falava oito idiomas e tinha 300 patentes até ao final da sua vida.

 Tesla construiu esta torre para transferir electricidade sem fios para electrificar toda a terra

Na noite da sua morte, agentes da CIA entram no seu quarto e descobrem a sua caixa forte. Dentro dela encontram-se os planos da sua última invenção: um aparelho que se parecia a um lazer. Usando uma mínima quantidade de energia eléctrica, seria capaz de destruir uma população inteira situada a milhares e milhares de quilómetros de distância.

Sem comentários: