quarta-feira, 12 de novembro de 2008

Sugestões de Leituras

Um livro

BARRIE, J. M., Peter Pan


Peter Pan, a criança centenária

Vive na Terra do Nunca, tem uma amiga que é uma fada e é odiado por um pirata. Peter Pan é um rapazinho invulgar e o herói desta história, que já celebra 100 anos.
“Todas as crianças crescem, excepto uma. ”Quem não conhece Peter Pan, o rapazinho endiabrado, que teima em não crescer e que vive, na companhia da fada Sininho, num mundo de fantasia chamado Terra do Nunca? A história de Peter transformou-se num dos maiores clássicos da literatura infantil de todos os tempos. Aliás, hoje em dia, Peter Pan já não habita apenas as páginas do romance do dramaturgo e novelista escocês Sir James Matthew Barrie, pois são vários os filmes, séries televisivas e desenhos animados queretratam as aventuras da personagem. Ora, o que poucos imaginarão ao olhar para a aparência infantil e cheia de frescura de Peter Pan é que este menino já é centenário.






Um filme


À Procura da Terra do Nunca
Título original: Finding Neverland
De: Marc Forster
Com: Dustin Hoffman, Johnny Depp, Julie Christie, Kate Winslet
Classificacao: M/12
Estúdios: Miramax
EUA/GB, 2004, Cores, 106 min.

À Procura da Terra do Nunca é um conto mágico inspirado na vida do escritor James Barrie, que deu vida ao célebre Peter Pan, um dos maiores heróis das histórias infantis.
O escritor James Barrie, um génio literário, aborrecia-se com os temas da época e buscava inspiração para uma nova peça. Inesperadamente encontrou-a onde menos esperava, quando se cruzou com os Llewelyn Davis, uma viúva e os seus quatro filhos. Barrie tornou-se amigo dos cinco e transformou-se no seu companheiro de histórias e aventuras, onde todos se transfiguram em cowboys e índios, piratas, reis e fadas. Os jovens Llewelyn Davis acabam por ser baptizados Os Rapazes Perdidos da Terra do Nunca.
Assim nasceu Peter Pan, a peça com que Barrie desafia todas as convenções, pondo actores a voar e a falar com pequenas fadas. Porque tudo isso é possível na Terra do Nunca.


Sem comentários: